Pular para o conteúdo principal

Ciranda viva. Viva ciranda!


Já vivi várias vidas na mesma.
Já fui muitas pessoas pra me descobrir.
Morri, renasci.
Já quis fugir do que sou.
Já quis voltar desesperadamente a mim.
Cansei do futuro e quis voltar.
Desejei o passado e quis sair de lá.
No presente me perdi.
Refiz caminhos e a vários desvios me conduzi.
Toquei o inimaginável.
E o que estava ao meu alcance a mim omiti.
Quando acertei, fugi.
Quando errei, persisti.
Nesta ciranda confusa, já não sei pra onde ir.

Comentários

  1. Bom te rever por aqui Kenia! Não demore tanto a voltar... Bjos!!!

    ResponderExcluir
  2. As vezes a confusão se faz presente em minha vida porque a realidade não é bem vinda, mas aprendi da maneira mais "chata" que a realidade é a única forma verdadeira de sentir, aceitar, saber onde estamos e pra onde ir.

    mas as restropctivas são f..@, principalmente quando do nada toca no radio um som com a letra...

    O que restou do nosso amor ficou
    No tempo, esquecido por você...
    Vivendo do que fomos ainda estou
    Tanta coisa já mudou, só eu não te esqueci.

    Quantas vezes eu pensei voltar
    E dizer que o meu amor nada mudou
    Mas o meu silêncio foi maior
    E na distância morro
    Todo dia sem você saber...

    ResponderExcluir
  3. Relaxa, guria!
    Tu vai te encontrar!
    E se não conseguir, me avise,
    E deixa que eu te encontro!

    Tu não fazes a menor ideia da saudade que sinto de ti!

    Um abraço! Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  4. eu com quase 30 já me perdi, me achei... agora to quase me perdendo, mas querendo me encontrar... é confuso mesmo

    ResponderExcluir
  5. Olá minha flor como vc está?
    Tá, eu sei que sumi ou melhor...nós sumimos.
    Estou de férias vou poder me reorganizar melhor.
    Vim te desejar uma feliz Natal com muita saúde,muita paz e muito amor.
    Ñ é só vc que ñ sabe por onde seguir,muitas pessoas vivem nessa ciranda confusa.
    Boas festas minha flor.
    Gostei da sua postagem vou furta-la para uma postagem futura se me permitir.
    Beijos perolados.

    ResponderExcluir
  6. Queridonaaaaa passando para te desejar um lindo e feliz Natal ao lado das pessoas que vc ama e que seu dia seja alegre, lindo e em paz ao seu redor. E que o ano de 2011 seja ESPETACULAR de bom! ;)
    Bjo, bjo!
    She

    ResponderExcluir
  7. Venho agradecer de coração, o seu carinho, a sua amizade, todo esse ano dedicando sua companhia, sua paz, sua luz ao Livro dos Dias, trago uma rosa de agradecimento e a mais bela estrela do céu, a estrela de Belém, que representa o nascimento de Jesus, nosso único Salvador, que veio nos trouxe paz, amor, sabedoria, e ensinou a maior essência da alma ao ser humano, o perdão, o acolhimento, e principalmente, a certeza de um Deus maior que tudo, maior que nossos problemas, maior que o universo. Desejo um Feliz Natal, cheio de amor, paz, união, serenidade, que os ensinamentos do Menino Jesus estejam no coração de todos...

    Beijos na alma,
    Abraços apertados no coração.

    O Livro dos Dias/Everson Russo.

    ResponderExcluir
  8. Queridona, voltei pra ler com calma, achei sensacional mesmo esse seu texto, acho que todo mundo se encontra aí em alguma estrofe ou outra, se não for em todas... hehe
    Bjo, bjo!
    She

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Nem tudo vale a pena...

Vida que segue, histórias que findam... para que outras comecem.
Erros e caminhos que não podem ser refeitos.
Lamentar já não serve, porque o que passou nos escapou e o que fica de concreto são somente as lições, marcadas a ferro e fogo, nada poderá tirá-las de nós... pessoas e situações se vão, mas as aprendizagens ficam... e que bom que é assim!
Todos temos na vida momentos ou fases que desejaríamos não ter vivido, ou não mais lembrar, mas são exatamente estes que ficam se repetindo em nossas mentes a ponto de dizer-nos ao pé do ouvido: logo tu, tão seguro (a), esperto (a) e cheio (a) de si, viveste isto?
É, a racionalidade nem sempre nos é companheira e por vezes abandona até o mais perspicaz dos mortais. Importante mesmo é que ela não se vá para sempre e que o amor próprio continue reinando absoluto sobre todas as paixões terrenas.
Havia dentro de mim uma convicção imensa de que esse meu jeito de viver impulsivamente, respeitando todos os desejos e fazendo sempre o que o coração …

Oclusão

Não sei como ainda pode existir algo de ti no meu peito, depois dos inúmeros pedaços que já arranquei...embora os tenha removido pouco a pouco, como aquele procedimento bizarro para curar queimaduras extremas (as necroses são retiradas da pele, para que a regeneração ocorra de dentro pra fora).E cada parte que eu tirava à força, era uma tentativa de viver de novo, mesmo me sentindo morta.

Durante todo este tempo, esses pequenos recomeços exigiram de mim muito esforço, porque estavam inclusos em um contexto de uma aparente harmonia. E mesmo com todo meu empenho em virar de vez esta página, você estava ali, mais presente do que eu conseguia admitir até pra mim mesma. Oscilação pura...é que de fato não é tão simples esquecer alguém que te faz interagir com um lado seu, até então, totalmente desconhecido. Provei da fração mais amarga que me constitui, aquela cuja autossuficiência e autocontrole, características que sempre me acompanharam e fizeram de mim a pessoa mais confiante do mundo, f…