Pular para o conteúdo principal

Pequenas verdades


Tenho vivido assim, pedacinho por pedacinho, ora suspirando e flutuando, ora tomando fôlego para viver meus sonhos ou tentar alcançá-los. Sigo entregando todos os sentidos (já são seis, não cinco) ao que ainda consigo programar. Nem sou mais dia a dia, busco hora a hora momentos felizes, só assim essa tal felicidade fica mais real, palpável, embora sua fragilidade me assuste. Tento cristalizar emoções e tenho conseguido transformar horas em eternidade, porque dentro de mim o tempo é outro, o espaço é outro...e o mundo tem outra configuração. Aqui fora as forças contra meus desejos e tentativas é demasiadamente forte, mas já nem me importo com dores atônitas, porque sempre soube que a minha intensidade jamais me permitiria viver sem elas...e a embriaguez doce de tudo que me alimenta positivamente tem permanecido mais tempo, isso faz tudo valer mais a pena.
Mesmo olhando para os lados e tendo a verdadeira noção do que me falta, sem conformismos abraço-me ao que me restou...
...e tenho tanto aqui comigo...

Comentários

  1. Eh isso msm Kenia, mtas vzs o tempo "fora da gnt" eh injusto tanto qnto mtas coisas fora da gnt saum injustas tbm. Precisamos nos focar mais em nosso "eu" ou nossos "eus" pois podemos ser varias pessoas em uma ao msm tempo. O q naum podemos deixar esvair eh essa nossa intensidade, pq isso eh o q nos diferencia dos mortos q ainda kminham pela Terra.
    Bjos anjo, amo vc.

    ResponderExcluir
  2. Que bom que consegues ter esses belos sentimentos menina....nem tds conseguem.


    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa que lindo e que intenso... bem, eu sou a ansiedade em pessoa junto com uma grande intensidade pra tudo que eu me proponha a fazer e conquistar, quando eu quero e sei que posso vou mesmo atrás e faço de tudo para conquistar, o que significa que qdo não dá certo o tombo e a decepção são intensos tb, mas o que realmente importa é o que temos dentro da gente e se lá na frente nada, ou nem tudo, der certo, vamos começar de novo, né? Minha Querida a vida é um eterno recomeçar, o que importa é a gente ser feliz e estar de bem com a gente mesmo porque aí é meio do caminho garantido que vamos conquistar tudo que for bom pra gente... ahhhh e as ervinhas daninhas que surgirem no meio do caminho, nos querendo derrubar, a gente aprende a se tornar seres humanos cada vez melhores, então no final "tudo nessa vida vale a pena quando a alma não é pequena" (rsrs) isso vale para todos os nossos 5, 6, 7 e etc sentidos... hehe
    Beijo, beijo em seu coração! ;)
    She

    ResponderExcluir
  4. E eternizar cada hora de bsuca de felicidade não é para todos!... Que a felicidade continue a flutuar em teu coração!
    Beijos!
    Angel

    ResponderExcluir
  5. Viver com um tantinho, se torna grande afinal.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Adoro suas postagens sempre. !!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Seus sentimentos sempre estão e estarão assim vivos. Assim que é bom. Beijos

    ResponderExcluir
  8. A vida é assim, intensa...
    As vezes até doi.
    Tb sou anciosaaaa uma coisa.
    Vim lhe desejar uma boa Noite

    :)
    Boa Quinta pra vc
    Beijos na alma!
    "A vida é mais simples do que a gente pensa; basta aceitar o impossível, dispensar o indispensável e suportar o intolerável." (Kathleen Norris)

    ResponderExcluir
  9. ...e tenho tanto aqui comigo...
    E isso já é demais...
    Amei.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Nem tudo vale a pena...

Vida que segue, histórias que findam... para que outras comecem.
Erros e caminhos que não podem ser refeitos.
Lamentar já não serve, porque o que passou nos escapou e o que fica de concreto são somente as lições, marcadas a ferro e fogo, nada poderá tirá-las de nós... pessoas e situações se vão, mas as aprendizagens ficam... e que bom que é assim!
Todos temos na vida momentos ou fases que desejaríamos não ter vivido, ou não mais lembrar, mas são exatamente estes que ficam se repetindo em nossas mentes a ponto de dizer-nos ao pé do ouvido: logo tu, tão seguro (a), esperto (a) e cheio (a) de si, viveste isto?
É, a racionalidade nem sempre nos é companheira e por vezes abandona até o mais perspicaz dos mortais. Importante mesmo é que ela não se vá para sempre e que o amor próprio continue reinando absoluto sobre todas as paixões terrenas.
Havia dentro de mim uma convicção imensa de que esse meu jeito de viver impulsivamente, respeitando todos os desejos e fazendo sempre o que o coração …

Um rascunho perdido de amor

Em alguns dias esse amor, que já mora em mim faz tempo, chega assim súbito, como brisa no rosto em um dia de calor...e é tão bom sentir. Nessa hora até parece que ele é novo, amor menino, ainda contaminado pela veemência da paixão.





[Um texto iniciado em 07/03/13...resolvi não complementá-lo, pois cada emoção deve manter a essência do seu tempo.]