Pular para o conteúdo principal

Das cores que cabem em mim...


Os dias são maus, isso é bíblico. Saber disso é também perceber que a grande graça da vida é exatamente granjear momentos de alegria na iniquidade dos dias. E é como um garimpeiro ávido por ouro que tenho buscado momentos felizes, para emudecer algumas vozes que gritam aqui dentro e dizem coisas que eu não quero mais ouvir.
As adversidades são e sempre serão gratuitas, abundantes e eternamente tentarão cumprir o propósito de nos tirar o contentamento de simplesmente sermos, existirmos... bons momentos são custosos, suados e até arriscados. Por isso arrisco-me, alimento-me de sonhos, não dos ditos utópicos, mas daqueles que trazem esperança real à minha face e me ajudam a transformar em luz as tempestades mais intensas e obscuras.
Dentro de mim devem haver vários sóis que se recusam a deixar por muito tempo fria a minha história. E como um artista inspirado matiza o seu mais belo quadro, esses raios tem colorido as telas negras que a vida às vezes me impõe.
Essas cores e raios me acendem e fazem resplandecer em mim as boas coisas que ainda creio e que não consigo esconder. É que nunca fui atraída pela idéia de que alguém possa me fazer feliz, porque acredito que ser feliz é um processo interno e individual, é decisão...a contribuição de terceiros é complementar e alegórica.
Deixei de esperar mais das pessoas quando entendi que não importa quem ou como você seja, elas sempre tenderão a te fazer algum mal...e não, essa não é uma visão pessimista da humanidade, é uma percepção real da condição humana. E quando estou severamente abalada com esta realidade, olho para o céu e percebo que o espaço entre as estrelas não é todo vazio...

Comentários

  1. No espaço das estrelas habitam os sonhos que sopramos ao vento...

    Beijinhos :))

    ResponderExcluir
  2. Excelente como siempre..
    Magnifica manera de acariciar el alma..



    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos de siempre..

    ResponderExcluir
  3. Lindo e diferente o que postou. Só que estou meio de mal, você sumiu. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Os dias estão ai para serem vividos da melhor maneira possivel...cabe a nós moldarmos nossos caminhos e encontrarmos neles sementes do amor,,,imenso beijo de bom dia pra ti querida.

    ResponderExcluir
  5. Não penso que os dias sejam maus. São apenas reflexos do que fazemos com eles. Talvez, quando eles nos parecem maus, sejamos nós quem esteja sentindo a maldade alheia sobre nós...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. A gente tira o arco-iris da cartola.

    ResponderExcluir
  7. Um belissimo dia pra ti amiga querida,,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  8. Minha linda permita-me:

    1. Ame a Vida sobre todas as coisas.
    2. Não obedeça a ordens, exceto àquelas que venham do teu próprio coração.
    3. A felicidade está dentro de você; não a procure em nenhum outro lugar.
    4. O amor livre é a mais religiosa das orações.
    5. O vazio é a única porta para a verdade.
    6. A vida só existe aqui e agora.
    7. Não corra: dance.
    8. Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
    9. Viva acordado, em todos os sentidos.
    10. Pare de buscar: o que te pertence já é teu.

    Beijos

    Bandys

    ResponderExcluir
  9. Vim responder... aliás, repetir. Fiquei de mal porque você sumiu. Brincadeirinha, jamais ficaria de mal de você. Beijos,Kênia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Nem tudo vale a pena...

Vida que segue, histórias que findam... para que outras comecem.
Erros e caminhos que não podem ser refeitos.
Lamentar já não serve, porque o que passou nos escapou e o que fica de concreto são somente as lições, marcadas a ferro e fogo, nada poderá tirá-las de nós... pessoas e situações se vão, mas as aprendizagens ficam... e que bom que é assim!
Todos temos na vida momentos ou fases que desejaríamos não ter vivido, ou não mais lembrar, mas são exatamente estes que ficam se repetindo em nossas mentes a ponto de dizer-nos ao pé do ouvido: logo tu, tão seguro (a), esperto (a) e cheio (a) de si, viveste isto?
É, a racionalidade nem sempre nos é companheira e por vezes abandona até o mais perspicaz dos mortais. Importante mesmo é que ela não se vá para sempre e que o amor próprio continue reinando absoluto sobre todas as paixões terrenas.
Havia dentro de mim uma convicção imensa de que esse meu jeito de viver impulsivamente, respeitando todos os desejos e fazendo sempre o que o coração …

Um rascunho perdido de amor

Em alguns dias esse amor, que já mora em mim faz tempo, chega assim súbito, como brisa no rosto em um dia de calor...e é tão bom sentir. Nessa hora até parece que ele é novo, amor menino, ainda contaminado pela veemência da paixão.





[Um texto iniciado em 07/03/13...resolvi não complementá-lo, pois cada emoção deve manter a essência do seu tempo.]