Pular para o conteúdo principal

Ah, o amor...

Inebriada pela minha dor, que hoje também é física, ouvi um diálogo em um filme bobinho de sereias onde alguma garota dizia: "O amor é a única coisa que nos aproxima da magia"...claro que foi imediato pensar na frase, refletir sobre ela. Divagações mil, difíceis de condensar. Passado, presente e futuro, tudo pra tentar entender o que se passa...
O amor é mesmo mágico, são tantas as emoções flutuantes que vivemos ao amar...o que ainda me confunde é a dor inerente a este sentimento.
O amor tem que ter eco, encontrar abrigo, se assim não se faz, sofrer é inevitável. Há quem diga que se não houve simetria e se trouxe dor, não foi amor...
Não sei, só sei que teu olhar não tem mais o tom do desejo, a tua voz é terna demais para quem já declarou tão loucamente amar...
Suplantada por esta quase certeza, choro o outro lado do amor.

Comentários

  1. Nota, este filme passou na TV Globo, mas amor encerra a melhor felicidade, mas também a maior tragédia (de ter a perfeição em mãos e depois perde-la), mas não vamos deixar de amar apenas para evitar de sofrer...

    Hah, não sou tão da night, é capaz de sentar num barzinho e ficar conversando apena em vez de beber na qual posteriormente daria vexame...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Fique com Deus, menina Kênia Araújo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. o amor tem que ter eco....
    realmente é isso.
    Gosto daqui.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  3. Tudo na vida tem dois lados, mesmo o amor. Mas mesmo assim vale a pena correr o risco. Melhor morrer de amor, que se arrepender de nunca amar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho que no amor a dor é sempre inevitável....mas as emoçoes compensam.Amar é bom, é gostoso.Se as emoçoes acabam, é pq o amor acabou.


    Um beijo Kenia.

    ResponderExcluir
  5. Que seu amanhecer seja tão encantado

    como a magia de todas as fadas...

    O seu dia seja tão estrelado

    como a mais linda noite de luar...

    Seus desafetos sejam tão pequenos

    como a menor gota de mar...

    Seus caminhos sejam tão límpidos

    como as águas do mais sonhado riacho...

    Suas angústias sejam tão poucas

    como a última ave mais rara...

    Suas fantasias sejam tão boas

    como o desejo da jóia mais cara...

    Sua força seja tão forte

    como a do mais selvagem animal...

    Sua docilidade seja tão sensível

    como a do mel mais natural...

    Sua capacidade seja tão aprovada

    como a alma mais povoada...

    E que seu Anjo da Guarda esteja sempre presente iluminando seu caminhos...

    beijooo.

    ResponderExcluir
  6. O amor é complexo, na medida que cobramos retorno. Sofremos com a dúvida, aí deixa de ser amor pra ser fixação.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Lindo,Kênia. O amor precisa de duas metades, amor tem que ser por inteiro. Metades isoladas ,não servem.Parabéns. O texto é perfeito.Beijos

    ResponderExcluir
  8. O amor ainda é um sentimento totalmente indefinido,,,a gente nunca sabe quando vem, e quando vai....alias, se é amor de verdade, nunca vai,,,mas o gostoso é justamente esse misterio....um beijo e uma linda semana pra ti.

    ResponderExcluir
  9. Amar e ser amado, é que todos queremos... não é facil, por vezes doloroso, pois a dor faz parte do amor e vice-versa. Sonhamos, divagamos, desejamos, apaixonamo-nos...mas falta-nos amar, temos de realmente o cultivar, de o sentir! Faz falta tocar-lhe, ouvir-lhe a voz, sentir o sabor, colocar os pés no chão e saber que é real, que não é fruto da nossa carência, dos nossos desejos...
    Amar e ser amado, é que todos queremos... não é fácil, por vezes doloroso, pois a dor faz parte do amor e vice-versa. Sonhamos, divagamos, desejamos, apaixonamo-nos...mas falta-nos amar, temos de realmente o cultivar, de o sentir! Faz falta tocar-lhe, ouvir-lhe a voz, sentir o sabor, colocar os pés no chão e saber que é real, que não é fruto da nossa carência, dos nossos desejos...
    Com toda a certeza que sinto, e desejo ter esse amor...mas falta-me tocar-lhe, e sussurrar-lhe ao ouvido: - Amo-te!
    Eu sei que sou uma mente confusa, mas percebes?
    Eu sei que percebes, somos feitos do mesmo "material".
    Quero amar e ser amado!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Kenia,belíssimo texto que mostra quando o amor está chegando ao fim,a sintonia é diferente e só podemos sentir tristeza por sua partida!Lindo demais!Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Boa noite minha linda.
    estou passando bem rápido pq a minha net está sofrendo uma queda constânte chove muito por aqui.
    Uma linda noite.
    beijokas.

    ResponderExcluir
  12. Ah, o amor... Que bom que amas né guria, embora sofras, que bom que amas, pois, uma coisa te digo com certeza, bem mais sofre quem não ama.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi, garota bonita! Pois é. Acho que é difícil atender todas as expectativas em relação ao amor. São tantas, não é mesmo?!
    Obrigada pelo seu comentário.
    Beijos
    Glória

    ResponderExcluir
  14. Recomendo:

    http://www.almedina.net/catalog/product_info.php?products_id=5749

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Nem tudo vale a pena...

Vida que segue, histórias que findam... para que outras comecem.
Erros e caminhos que não podem ser refeitos.
Lamentar já não serve, porque o que passou nos escapou e o que fica de concreto são somente as lições, marcadas a ferro e fogo, nada poderá tirá-las de nós... pessoas e situações se vão, mas as aprendizagens ficam... e que bom que é assim!
Todos temos na vida momentos ou fases que desejaríamos não ter vivido, ou não mais lembrar, mas são exatamente estes que ficam se repetindo em nossas mentes a ponto de dizer-nos ao pé do ouvido: logo tu, tão seguro (a), esperto (a) e cheio (a) de si, viveste isto?
É, a racionalidade nem sempre nos é companheira e por vezes abandona até o mais perspicaz dos mortais. Importante mesmo é que ela não se vá para sempre e que o amor próprio continue reinando absoluto sobre todas as paixões terrenas.
Havia dentro de mim uma convicção imensa de que esse meu jeito de viver impulsivamente, respeitando todos os desejos e fazendo sempre o que o coração …

Oclusão

Não sei como ainda pode existir algo de ti no meu peito, depois dos inúmeros pedaços que já arranquei...embora os tenha removido pouco a pouco, como aquele procedimento bizarro para curar queimaduras extremas (as necroses são retiradas da pele, para que a regeneração ocorra de dentro pra fora).E cada parte que eu tirava à força, era uma tentativa de viver de novo, mesmo me sentindo morta.

Durante todo este tempo, esses pequenos recomeços exigiram de mim muito esforço, porque estavam inclusos em um contexto de uma aparente harmonia. E mesmo com todo meu empenho em virar de vez esta página, você estava ali, mais presente do que eu conseguia admitir até pra mim mesma. Oscilação pura...é que de fato não é tão simples esquecer alguém que te faz interagir com um lado seu, até então, totalmente desconhecido. Provei da fração mais amarga que me constitui, aquela cuja autossuficiência e autocontrole, características que sempre me acompanharam e fizeram de mim a pessoa mais confiante do mundo, f…