Pular para o conteúdo principal

Não é fácil mas é simples!

Andei por muito tempo querendo saber o que é amar, precisava de qualquer forma entender este sentimento que uns afirmam ser eterno, enquanto outros falam dele no plural. Era necessário defini-lo, pra então saber diferenciar...mas não consegui chegar a nenhuma conclusão definitiva (se bem que pra mim nada é definitivo)...mas sei dizer o que não é amor...meu coração sabe...
Se não sabes do que sou capaz, não me conheces, se não me conheces, não te importou em conhecer, pois a ti mostrei-me toda, fortalezas e fraquezas, meu melhor e meu pior.
Se em um dia me pedes pra ficar e no outro me deixas ir, não és firme no que sentes e se é incerto assim, não pode ser amor.
Se lágrimas fazes cair sobre a minha face enquanto consegues sorrir, não era de amor que falavas. 
Se o orgulho te leva pra longe, é a maior prova que nunca tenha amado.
Se por tão pouco leva de mim o melhor que eu tinha de ti...não me amava e tampouco reconheceu meu amor!
Simples assim...

Comentários

  1. Falou tudo amiga. São pessoas que não sabem amar.
    Tks pela sua visita e palavras. Mas, sério, eu não gosto mais dele, juro mesmo. Ele já pisou tanto n bola, n passado q só aturo pq tenho uma educação q as vezes odeio, nesse caso p exemplo.
    Mas, foi ira de momento, já passou, já to zen d novo. rss
    E EU NAO GOSTO DELEEEE!!! KKK
    Bjs! Lu

    ResponderExcluir
  2. Impulsiva, pense bem(eu vou dar o meu palpite, é com carinho, posso?!), será que ele não partiu muito magoado com algum erro seu, ou, talvez até, com algum desencontro que por uma fatalidade sem querer tenha acontecido? Procure melhor os sinais, os rastros, ou talvez até os passos desencontrados pelo caminho. Afinal, amiga, são tantos caminhos ás vezes. Sei lá. Estou passando por algo parecido, mas a indiferença dele é cruel.Deixo os meus sinais, e ele não me entende.
    Me senti magoada por uma única palavra dele.Aliás, eu tenho que tomar mais cuidado, pois às vezes eu troco endereços e me confundo toda.
    Boa sorte, de coração!
    Glória

    ResponderExcluir
  3. Lindo amiga.
    Perfeito!!!
    Vc é tão querida e doce,esse mocinho ñ sabe o q está perdendo.
    Beijokas amada.

    ResponderExcluir
  4. Lindo amiga.
    Perfeito!!!
    Vc é tão querida e doce,esse mocinho ñ sabe o q está perdendo.
    Beijokas amada.

    ResponderExcluir
  5. O amor, além de imprevisível, é também incompreensível! Fazer uma análise precipitada do amor ou querer que o amor se molde de acordo com o que tu espera que ele seja é um equívoco que pode gerar uma grande fonte de sofrimentos! Se o teu amor é novo, cuide dele como se fosse uma criança - és pedagoga né? - então, tente compreender o teu amor e não espere que ele te compreenda, pois, o amor é um menino muito levado! Se o teu amor for antigo, é preciso apagar o passado a fim de recomeçar tudo do princípio, fazer correções! Antes de tudo é preciso manter a calma e a paciência, pois, o amor não vem pra machucar ninguém, as pessoas é que se machucam devido a impaciência! É normal!

    "Então não fale nada e apague a estrada que o teu caminhar já desenhou! Porque toda razão, toda palavra, vale nada, quando chega o amor!"

    Caetano Veloso

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Como eu queria um amor para amar. Bom domingo
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Mas a pergunta, você é capaz de se mostrar a qualquer um?

    E será que aqueles que querem te conhecer não vão tentar te desvendar nos teus atos e palavras...

    Fique com Deus, menina Kênia Araújo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Um rascunho perdido de amor

Em alguns dias esse amor, que já mora em mim faz tempo, chega assim súbito, como brisa no rosto em um dia de calor...e é tão bom sentir. Nessa hora até parece que ele é novo, amor menino, ainda contaminado pela veemência da paixão.





[Um texto iniciado em 07/03/13...resolvi não complementá-lo, pois cada emoção deve manter a essência do seu tempo.]

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Oclusão

Não sei como ainda pode existir algo de ti no meu peito, depois dos inúmeros pedaços que já arranquei...embora os tenha removido pouco a pouco, como aquele procedimento bizarro para curar queimaduras extremas (as necroses são retiradas da pele, para que a regeneração ocorra de dentro pra fora).E cada parte que eu tirava à força, era uma tentativa de viver de novo, mesmo me sentindo morta.

Durante todo este tempo, esses pequenos recomeços exigiram de mim muito esforço, porque estavam inclusos em um contexto de uma aparente harmonia. E mesmo com todo meu empenho em virar de vez esta página, você estava ali, mais presente do que eu conseguia admitir até pra mim mesma. Oscilação pura...é que de fato não é tão simples esquecer alguém que te faz interagir com um lado seu, até então, totalmente desconhecido. Provei da fração mais amarga que me constitui, aquela cuja autossuficiência e autocontrole, características que sempre me acompanharam e fizeram de mim a pessoa mais confiante do mundo, f…