Pular para o conteúdo principal

Tudo muito desconexo

Dirigia ouvindo, vendo e sentindo o som arrebatador da Shakira e foi bem estranho ver o mundo acontecendo à minha volta, era como se eu estivesse alheia a tudo aquilo...em minutos senti e pensei muita coisa, acho que nunca pensei tanto em tão pouco tempo, ando com a mente inquieta demais.

Tarde caindo, foi instantâneo pensar: "eu normalmente estou presa numa sala neste horário que é incrível ou correndo pra fazer algo das tantas coisas que sempre faço", tive a terrível sensação de não estar "vivendo". Ao mesmo tempo concluí que os trabalhos nos quais estou envolvida são notáveis e bem úteis, inclusive pra mim, rs, isso me faz sentir mais gente. Controverso não? Mas o que me chamava atenção naquela hora eram as pessoas passando...fiquei observando seus andares, seus gestos, o que algumas fazem pra viver, porque estavam ali naquele horário e se estavam felizes com suas próprias vidas, coisa bem louca, mas foi o que pensei...mais louco ainda foi desejar por alguns instantes estar na pele de outra pessoa, qualquer uma daquelas que passavam...

Naquele momento a sensação de estar atenta à vida das pessoas se misturou à lucidez de olhar para a minha própria vida com um olhar desnudo, então choveram idéias. Deu uma imensa vontade de ir para um lugar que ninguém me conhecesse, logo pensei que estava muito chato dirigir pelos mesmos caminhos, decidi que ia fazer dança do ventre, ter mais tempo pra mim (essa é bem velha), olhar para o céu todos os dias pela manhã, à tarde e à noite (não deixar mais o dia passar como se esta bela imagem não existisse), olhar mais para os lados, para as pessoas, fazer alguma coisa muito louca que nunca tenha feito antes, sair urgentemente da rotina e tentar sentir a vida como outras pessoas sentem...ei mas peraí, eu amo ser eu mesma e fazer tudo exatamente como eu faço...o que está havendo????  

Em algumas épocas eu penso grande, gigante, hoje eu pensei em coisas simples...acho que eu queria mesmo mudar radicalmente de vida...ou não. De repente dar um "pause" ajudaria. Para andar ou ficar parado é preciso ter coragem... 
Eu sempre fui complexa internamente, externamente impactante e paradoxal, mas nada se compara aos últimos tempos, tenho sido mesmo um furacão ambulante...emoções e idéias, inquietações e desejos que muitas vezes nem sei quais são...aí complica muito. Minha vida tem tido fases bem definidas (isso não quer dizer que são ou foram programadas), alguns ciclos fechados e outros não, o certo é que consigo ver com clareza cada uma delas e seus determinantes. Elas também tem sido aceleradas, intensas...nelas me vejo várias, mas muito eu.

Ontem me perguntaram sobre o que me preenche, pensei: ?????????????...são muitas coisas ou... não existe nenhuma...será que é isso mesmo? Tá ficando estranho pensar sobre esta questão...me fez lembrar que quem eu desejava que estivesse aqui comigo está muito longe...





...tudo muito desconexo...
...porque minha cabeça anda desconexa...

Comentários

  1. Desconexo é alguem ler esse texto e não sentir que todos os dias vive um pouco de vc... mergulhando em suas palavras encontrei o sentido de viver... me comprazo em te conhecer! vc é 10!

    ResponderExcluir
  2. A minha vida sempre foi "desconexa", agora mais ainda depois de ver a imensidão de um olhar...
    Seria muito chato se cada um tivesse a resposta para cada questão da vida, que vem surgindo a todo instante...
    Desconexo = Bagunça = Gostoso = Ti

    ResponderExcluir
  3. Obrigada José Miguel, você tem sido assíduo aqui no blog e "me lido" com muita sensibilidade, gosto de perceber quando a minha mensagem realmente foi compreendida.

    Escrevo de forma altamente despretensiosa, mas não vou negar que encontrar pessoas que se identifiquem com o que penso e falo é de um prazer imenso.

    Agora quero saber quem é este leitor...rsrs

    Beijos,
    Kenia Araújo.

    ResponderExcluir
  4. Tico você tem toda razão, sem as minhas eternas inquietações e fases desconexas não seria quem sou e a vida não teria o mesmo significado e grandeza.

    Beijos,
    Kenia Araújo.

    ResponderExcluir
  5. Vc está proibida de falar de mim... assim, sem minha permissão.
    Sabe qual nosso problema... sabe aquele nosso furacao?só um... a falta daquela pessoa perto... pq qdo ta perto ou pelo menos presente a gente tem força pra resolver tudoo... a gente consegue conectar e ser feliz. bj amore!

    ResponderExcluir
  6. Oh Fran, minha amiga, que conexão essa nossa, rsrsrs.

    Será que um dia agente arruma esta bagunça????? Será que arrumar vai ser bom?

    Beijosssssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se ao me ler, um impulso te trouxer algo à mente ou ao coração, escreva...

Postagens mais visitadas deste blog

Para renascer é preciso morrer!

É exatamente assim, no começo parece que te falta o ar, que algo espreme teu peito sem cessar e derrama o sumo dessa compressão nos teus olhos, compulsivamente.
Os primeiros dias passam e nada colore tua existência, só habita em ti a neblina das lembranças cinzentas, daquilo que ainda te fere...e estão em tudo que tu tentas fazer, repetindo-se como um velho vinil riscado, fazendo ondas gigantes em tua mente...das mentiras que te foram contadas, das verdades omitidas, das peças que se encaixam, da dissimulação ardil, das atitudes tão ínfimas quanto rasteiras e do presente se encontrando com as mesmas dores do passado.
É a desconstrução do que tu acreditavas, ou achava que ainda cria. É o fim da tua luta, que por mais que parecesse perdida, havia dias em que alguns sinais diziam que a guerra valeria a pena. Mas não valeu! Lutar pelo quê agora? E o mundo parece partir ao meio, mas tu não estais nem de um lado e nem do outro. Estais sem segurança, sem direção, neste abismo que se abriu a …

Nem tudo vale a pena...

Vida que segue, histórias que findam... para que outras comecem.
Erros e caminhos que não podem ser refeitos.
Lamentar já não serve, porque o que passou nos escapou e o que fica de concreto são somente as lições, marcadas a ferro e fogo, nada poderá tirá-las de nós... pessoas e situações se vão, mas as aprendizagens ficam... e que bom que é assim!
Todos temos na vida momentos ou fases que desejaríamos não ter vivido, ou não mais lembrar, mas são exatamente estes que ficam se repetindo em nossas mentes a ponto de dizer-nos ao pé do ouvido: logo tu, tão seguro (a), esperto (a) e cheio (a) de si, viveste isto?
É, a racionalidade nem sempre nos é companheira e por vezes abandona até o mais perspicaz dos mortais. Importante mesmo é que ela não se vá para sempre e que o amor próprio continue reinando absoluto sobre todas as paixões terrenas.
Havia dentro de mim uma convicção imensa de que esse meu jeito de viver impulsivamente, respeitando todos os desejos e fazendo sempre o que o coração …

Um rascunho perdido de amor

Em alguns dias esse amor, que já mora em mim faz tempo, chega assim súbito, como brisa no rosto em um dia de calor...e é tão bom sentir. Nessa hora até parece que ele é novo, amor menino, ainda contaminado pela veemência da paixão.





[Um texto iniciado em 07/03/13...resolvi não complementá-lo, pois cada emoção deve manter a essência do seu tempo.]